terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Sobre Autismo

Autismo é a denominação dada a um conjunto de comportamentos derivados de um desenvolvimento neurológico/metabólico atípico. Há evidências de que esta diferença neurológica esteja presente desde o nascimento ou até um período anterior. No entanto, os comportamentos observados – através dos quais a desordem é diagnosticada – tendem a ser apenas detectáveis a partir da idade de cerca de 18 meses.

A desordem atinge indivíduos de ambos os sexos e de todas as etnias, classes sociais e origens geográficas. A incidência é maior entre o sexo masculino (4 vezes mais comum em meninos do que meninas).

Os comportamentos que geralmente levam ao diagnóstico do Autismo ou Transtorno do Espectro do Autismo são comumente classificados em três pilares. Estes descrevem dificuldades nas seguintes áreas:

1.Interação Social
2.Comunicação e Linguagem
3.Comportamentos repetitivos e de auto-estimulação (incluindo-se aqui os interesses restritos e dificuldades na área de imaginação.


------------

Tenho lido muita coisa aí pela net faz tempo já, mas ainda tenho muitas dúvidas, afinal ainda é recente.

O autismo do Eric veio para me lapidar nos meus MAIORES defeitos: preguiça e ansiedade.

Na preguiça pq eu vou ter que me empenhar melhor nos estimulos com ele, em levar nas terapias, em me organizar melhor.
Na ansiedade porque nao tem como prever o que vai acontecer com ele.

Como uma boa ansiosa eu quero agir JÁ. Estou procurando atividades, brincadeiras, estímulos, essas coisas.

A Neuro disse que ainda vamos precisar descobrir quais sao as hipersensibilidades e hiposensibilidades dele.

Quem vê de longe só acha que é um menino por vezes arteiro, que gosta de brincar sozinho e que nao começou a falar ainda. Mas ele não é alheio ao mundo como costumamos ver nos filmes. Na praia por exemplo ele interagiu com as pessoas, só nao entrava nas brincadeiras dos meninos embora tenha perseguido o Vico algumas vezes.
Ele estava bem feliz lá e aqui no pai tbem, fazendo bagunça e rindo delas. Ele é loco no meu pai. Qdo o pai chega nao tem sussego.

E assim vamos levando.

4 comentários:

A Casca da Cigarra disse...

Pri, eu te vi lidar com crianças muito, mas muito comprometidas cognitivamente e ajuda-las a serem plenas no seu modo de agir e pensar. Você vai tirar de letra. Ele é um lindo menino e tem sorte, sim muita, pois é seu filho.

Cami Silva disse...

Pri, que bom vc compartilhar com a gente tudo isso! Eu adorei ler e entender mais sobre autismo!

Ele tem muita sorte de ter uma maezinha tao atenciosa!

Beijinhos!

Ellen Raquel disse...

Pri, você é incrível! Então, provavelmente você até já viu o que vou te passar, mas é que tem um centro educacional de autismo aqui perto de casa (no Bom Retiro), aí procurei na net pra te passar e achei isso aqui oh: http://www.autismoerealidade.com.br/a-quem-recorrer/ache-no-brasil/parana/
Eu sei desse lugar tbm porque tem um professor lá na escola que leva o filhinho dele lá, ele deve ter uns 3,4 aninhos. Se você quiser, posso falar com ele pra você conversar com ele e tal. Não sei, mas acho que seria legal ter essa visão pra saber um pouco mais, já que ele é pequeno tbm. Bom, qquer coisa me diga! Beeijo!

Ana Farias disse...

Você vai tirara de letra! não tenho a menor duvida!
Obrigada pelas roupinhas!! Adorei!
beijoss