domingo, 12 de maio de 2013

Sobre ser mãe

Eu as vezes paro e não me reconheço nesse papel que me foi dado. Ainda penso que sou aquela menina de 18 anos sonhando que encontraria um cara perfeito, formaria uma família perfeita, com filhos perfeitos do tipo que iriam se comportar durante uma reunião sacramental.

A coisa não foi bem como sonhei:

AINDA BEM

Meu marido imperfeito me fez enxergar minhas imperfeições e vivemos um processo de buscar juntos ser melhores em nosso dia-a-dia e um para o outro.

E junto com ele trouxemos nossos filhos ao mundo.
E eu não sou uma mãe perfeita e muito menos uma mãe "especial" ou com super poderes que mantém tudo perfeito e segue uma rotina perfeita onde tudo é certinho.

Eric e eu, primeiro encontro
Sou a mãe que embora com o coração explodindo de amor, chorou para amamentar porque sentia dor, chorou de exaustão e chorou ainda mais por sentir-se culpada por seu filho simplesmente ter parado de falar e chorou muito tempo para aceitar sua condição.

Primeira manhã com a Bibi
Sou aquela que chorou porque igualmente, mais uma vez, não conseguia amamentar. Que chorou ao ver o Eric tão abalado no primeiro dia. Que ficou exausta nos primeiros dias. Que se sentiu culpada quando a filha teve bronquiolite ou chorava demais. Ainda assim com o coração cheio de amor.

E graças a perfeição do Plano do Pai Celestial, nossas vidas não são perfeitas. Aprendemos com nossas escolhas diárias e aprendemos a doar de nós mesmas a um outro ser.
Ele nos deu a capacidade de MORRER DE AMOR por seres tão pequenos que vieram ao mundo nos trazer MOMENTOS PERFEITOS.

A vida de mãe é cheia desse "padecer no paraíso" onde um sorriso e uma palavra fazem qualquer esforço valer a pena.

E na verdade deixa de ser um esforço, é simplesmente sua vida, é seu trabalho, é SER MÃE.

Sou grata a minha mãe e as mulheres que tem esse amor de mãe por mim. Em especial minha mãe Rosana e minha tia-mãe Mirna.

Admiro imensamente as mulheres da minha família com seu exemplo de coragem na maternidade e fé formando uma família numerosa.

Aprendo com vcs, minhas amigas reais e virtuais.

E sonho, torço por minhas amigas em fase de poder realizar esse sonho.

FELIZ DIA DE SER MÃE PARA NÓS!



6 comentários:

Thais Martins Fernandes disse...

Priiii

Como é bom ler o seu blog! Meu dia das maes foi uma loucura e eu passei o dia pensando, como pode um dia tão especial ser tão impereito como esse meu?
agora que li seu post pude respirar fundo e ver o que eu nao queria ver: a imperfeicao de ser mae..
obrigada por escrever tão lindamente a realidade!
bjsss

Mirna disse...

obrigada Pri... te amo muito muito.. com todas as suas imperfeições tão perfeitamente em cada lugar, sem serem percebidas, fazendo assim nossa vida melhor... beijos

Ingrid disse...

Lindo post! Linda voce!

Feliz dia das mães, minha amiga! (Atrazadinho)

Amo voce!

Violet Shibuta disse...

Um dia vou poder compartilhar do mesmo sentimento!!!

E a melhor coisa e saber que podemos crescer e melhorar!!!

Feliz dia das maeees!!!

Cami Goedert disse...

Pri, vc sempre tão carinhosa em seus posts lembrando das amigas!!! E eu sempre chorando com todos eles! A gnt nunca se acha especial... mas saiba que vc é sim!! =)

Parabéns e feliz dia das mães!

rosana rebicki disse...


Querida Pris ,voce é a quarta dos meus filhos e saiba que é uma benção em minha vida.Voce me dá exemplo em todas as coisas.Gostaria de saber me comunicar assim como faz.
Priscila é especial , fora de série.
me orgulho de voce e sou feliz por ser sua mãe

Parabens pelo atual resultado no Concurso...