quinta-feira, 6 de março de 2014

No meu carnaval normal

Deus me deu o Eric para que eu visse milagres na minha vida TODOS OS DIAS. 

 Deus me deu a Bianca para me mostrar que o amor não tem limites. É possível amar até quase explodir e, mesmo assim, não explodir.

O Pai Celestial achou por bem não me dar uma vida normal.

Meu menino tem uma síndrome que ele vai carregar para sempre.
Minha menina não gosta de falar, chora mais do que deveria e não vai sair das fraldas como "todo mundo".
Meu corpo é maior do que deveria.
Minha conta bancária menor do que eu queria.
Minha profissão é a realização de um sonho, e paga muito mal.
Meu marido é um chato e um santo por me aguentar minha chatice.
A Igreja que eu frequento não é como a Igreja que eu sempre frequentei, mesmo sendo a mesma.
A cidade que eu vivo não é a que eu fui criada para morar.

Mas falando bem a verdade, eu gosto dessa vida. 
Eu gosto de ver milagres todos os dias. E eu não estou falando por falar, eu vejo mesmo. Cada frase do Eric, cada demonstração de intenção, cada sapequice nova, cada teimosia, é um milagre diário a meus olhos!
Eu gosto do desafio que a Bianca é pra mim, gosto de ver o Senhor me inspirando em resposta as minhas orações. Gosto dela me procurando o tempo todo. Gosto de ver como ela é apegada a mim. Gosto  especialmente da sinceridade dos seus sorrisos. Gosto como ela ama tomar banho. 
Gosto de ser professora e nunca gostarei da minha conta bancária, mas não trocaria minha profissão por nada.
Meu corpão teve sua função na minha vida, encheu ela de aprendizado. Gosto de estar me preparando para uma grande mudança.
Gosto de aprender a ser casal com o Capis.
Gosto de vivenciar o início da Igreja e sinto-me conectada aos meus avós e sua história.
Gosto de morar no interior e viver o melhor que a vida poderia me oferecer. A tranquilidade, a familiaridade e de ter voltado as minhas raízes.

Eu gosto dessa minha vida, que trocando em miúdos até que é bem normal!






5 comentários:

SheiLeao disse...

Você é maravilhosa, Pri!

Katie Houston disse...

Que bonita, Pri. Linda.

Flávia M. Augusto Sphair disse...

É isso aí Pri... a vida é desafiadora, mas é muito boa!

Ingrid disse...

Contando as bênçãos sempre! Um exemplo.

Giselle Mendonça disse...

Coisa boa é ser grata e ver as bençãos na nossa vida!!!beijos